Criando relatórios com Crystal Reports e ASP.NET – Parte 4

Nos posts Criando relatórios com Crystal Reports e ASP.NETParte 1, Parte 2,Parte 3 nós desenvolvemos o coração do relatório.Nessa última parte vamor finalizar o relatório com o rodapé,e depois veremos como manipula-lo em tempo de execução e como visualiza-lo na página .aspx.

Criando o rodapé

O último passo no desenvolvimento do relatório é ádiconar o número da página na seção “Page Footer”:

  1. Clique com o direito na seção “Page Footer” e selecione “Insert Special Field Page N of M”.
  2. Arraste o campo para a seção “Page Footer”.
  3. Deixe o campo da largura da página.
  4. Clique com o direito no campo e selecione “Format Object”.
  5. Na aba “Common”,mude o alinhamento horizontal para “centered” e clique OK.

Se você ver o relatório agora,vai notar que o número da página reseta  para 1 cada vez que o “SalesOrderNumber” muda.

Visualizando o relatório na página ASP.NET

Agora que o relatório está pronto,podemos criar a página para visualiza-lo.Vamos criar uma página simples que permite ao usuário selecionar o cliente e ver qualquer fatura para o mesmo.

  1. Abra a página Default.aspx no VS.Adicione a seguinte declaração logo abaixo da tag “Page”,ou simplesmente arraste o controle Crystal Reports Viewer para a página:
<%@ Register assembly=”CrystalDecisions.Web, Version=10.5.3700.0, Culture=neutral, PublicKeyToken=692fbea5521e1304″ namespace=”CrystalDecisions.Web” tagprefix=”CR” %>

Isso permite você usar o controle Crystal Reports Viewer que vem com o VS.

Adicione o seguinte código entre as tags “DIV”:

Select a customer:<asp:DropDownList ID="ddlCustomer" runat="server">
</asp:DropDownList>

<asp:Button ID="btnPreview" runat="server" onclick="btnPreview_Click"
  Text="Preview" />

<br />
<br />
<CR:CrystalReportViewer ID="CrystalReportViewer1" runat="server"
  AutoDataBind="true" />

Isso adiciona um DropDownList que será preenchido com a lista de Customers (clientes) no Page_Load da página.O botão preview irá buscar todos os dados do cliente selecionado e dar uma bind no relatório.

  1. Adicione os seguintes namespaces no code behind:
using System.Data.SqlClient;
using System.Configuration;
using CrystalDecisions.CrystalReports.Engine;
using CrystalDecisions.Shared;

Adicione o seguinte código no evento Page_Load:

if (!IsPostBack)
{

SqlConnection cn = new SqlConnection(
ConfigurationManager.ConnectionStrings[“AdventureWorks”].ConnectionString);
cn.Open();

SqlCommand cmd = new SqlCommand(“SELECT DISTINCT LastName + ‘, ‘ +
FirstName AS Name,
Person.Contact.ContactID ” +
“FROM Sales.SalesOrderHeader ” +
“INNER JOIN Person.Contact ” +
“ON Sales.SalesOrderHeader.ContactID =
Person.Contact.ContactID ” +
“ORDER BY LastName + ‘, ‘ + FirstName”, cn);
SqlDataReader dr = cmd.ExecuteReader();

ddlCustomer.DataSource = dr;
ddlCustomer.DataTextField = “Name”;
ddlCustomer.DataValueField = “ContactId”;
ddlCustomer.DataBind();

CrystalReportViewer1.Visible = false;
}
else
{
if (CrystalReportViewer1.Visible == true)
{
BindReport();
}
}

Esse código carrega o DropDownList com os customers do banco.Você precisa adicionar a ConnectionString do seu banco no Web.Config pra esse código funcionar.Na seção “AppSettings” você deve adicionar o seguinte:

<connectionStrings>

<add name="AdventureWorks" connectionString="Data Source=YOURSERVER;User
  ID=aspalliance;Password=aspalliance;Initial Catalog=AdventureWorks;"/>
</connectionStrings>

Esse código assume que você tenha um Login “aspalliance” com a senha “aspalliance” e as devidas permissões no banco.Seu SQL precisa estar configurado para o modo “Mixed Authentication” pros logins serem permitidos.

Adicione o seguinte código no evento de click do botão preview:

protected void btnPreview_Click(object sender, EventArgs e)
{
BindReport();
CrystalReportViewer1.Visible = true;
}

Esse código chama o método “BindReport()” e depois mostra o controle Report Viewer.

Agora adicione os seguintes métodos:

private void BindReport()
{
ReportDocument report = new ReportDocument();
report.Load(Server.MapPath(“Invoice.rpt”));

SetTableLocation(report.Database.Tables);

CrystalReportViewer1.ReportSource = report;

report.DataDefinition.RecordSelectionFormula =
“{SalesOrderHeader.ContactID} = ” + ddlCustomer.SelectedItem.Value;
}

private void SetTableLocation(Tables tables)
{
ConnectionInfo connectionInfo = new ConnectionInfo();

connectionInfo.ServerName = @”LTMTI30\SQL2008″;
connectionInfo.DatabaseName = “AdventureWorks”;
connectionInfo.UserID = “aspalliance”;
connectionInfo.Password = “aspalliance”;

foreach (CrystalDecisions.CrystalReports.Engine.Table table in tables)
{
TableLogOnInfo tableLogOnInfo = table.LogOnInfo;
tableLogOnInfo.ConnectionInfo = connectionInfo;
table.ApplyLogOnInfo(tableLogOnInfo);
}
}

O primeiro método cria a instância da classe ReportDocument.Ela representa o relatório que você criou anteriormente e permite manipula-lo em tempon de execução.O método SetTableLocation seta a “table location” de cada tabela do relatório.De novo,isso assume que você criado o Login “aspalliance” no SQL e tenha dado acesso a ele.A fonte (source) do Crystal Reports Viewer é depois setada para o objeto do relatório.Você cria uma string simples como uma clausula where de comando SQL.Você tem que usar “{}” em volta de campos referenciados do relatório.

Você pode rodar o relatório agora.Se você selecionar “Abel,Catherine” no DropDownList e clicar no botão preview,você deve ver a seguinte página:

É isso!Elaboramos nosso relatório,nas Partes 1,2 e 3 e nesta última parte vimos como visualiza-lo na página .aspx.

Espero que essa série de posts tenha sido útil pra quem está começando com relatórios ,e que percebam que não é nenhum bicho de 7 cabeças.

Mais sobre o Crystal Reports com ASP.NET.

Até a próxima!

Criando relatórios com Crystal Reports e ASP.NET – Parte 3

Esta é a continuação da série sobre relatórios com Crystal Reports e ASP.NET,nasParte 1 e Parte 2 criamos o cabeçalho do relatório.Nesse post agora estaremos exibindo os dados principais.

Quando o relatório for mostrado,todos os registros de SalesOrderDetail (Detalhes do pedido),devem ser mostrados para o SalesOrderNumber (Numero da fatura) atual.Para isso você pode criar um grupo baseado no campo SalesOrderNumber,e depois adicionar uma quebra de página  depois da seção “Group Footer”.Quando você adiciona um grupo no Crystal Reports,você automaticamente tem uma seção “Group Header” e “Group Footer Section”.Você pode formatar essas seções dinamicamente pra quebra de página,resetar o número da página,e muitas outras coisas.Para o nosso relatório nós queremos quebrar a página,depois da sessão “Group Footer”,então a próxima fatura começa na próxima página e nós queremos resetar o número da página,então você pode imprimir as  faturas em grande quantidades  mas  envia-las individualmente:

  1. Clique com o direito em qualquer espaço em branco do relatório e selecione “Insert Group…”
  2. Selecione o campo SalesOrderHeader.SalesOrderNumber no DropDownList e clique em OK.

  1. Você vai notar que duas novas seções foram adicionadas ao relatório:”Group Header#1″ e “Group Footer #1”.Por padrão,o Crystal adiciona o  “Special Field” chamado “Group #1”.Esse irá mostrar o valor pra qualquer campo que você estaja agrupando.Para este relatório você não vai precisar do nome do grupo,porque este é o campo SalesOrderNumber e é imprimido no cabeçalho do relatório.Você pode remover este campo clicando nele e pressionando delete.
  2. Nós não precisamos da seção “Group Header #1”,então você pode esconde-la,clicando com o botão direito no seu titulo e selecionando “Suppress(No-Drill-Down)” no pop-up.
  3. O próximo passo é dizer ao Crystal para quebrar a página depois da seção “Group Footer” e resetar o número da página.Clique com o direito no titulo “Group Footer #1” e selecione “Section Expert” no menu popUp.
  4. Marque as checkboxs “NewPageAfter”,”Reset Page Number After” e clique em OK.
  5. O próximo passo é adicionar os itens para a fatura.A seção “Details” irá se repetir,para cada registro na tabela SalesOrderDetail.Expanda  a tabela Products no FieldExplorer.Arraste o campo ProductNumber para a seção “Details”.Note que quando fizer isso,o Crystal automaticamente adiciona um campo “Column Header” na seção “Page Header”.O “Column Header” é simplesmente  um “Text Object”,que você pode editar para um nome mais amigavel.Mude o nome para “Número do produto”.
  6. Arraste o campo Product.Name para a seção “Details”.Ajuste sua largura.
  7. Arraste o campo SalesOrderDetail.OrderQty para a seção “Details”.Mude a column header para “Qtd”.
  8. Arraste o campo SalesOrderDetail.UnitPrice para a seção “Details”.Mude a column header para “Preço”.
  9. Arraste o campo SalesOrderDetail.UnitPriceDiscount para a seção “Details”.Ajuste sua largura.Mude a column header para “Desc”.
  10. Arraste o campo SalesOrderDetail.LineTotal para a seção “Details”.Mude a column header para “Total Itens”.
  11. O próximo passo é adicionar um “Box”,assim os Columns Header e os detalhes,ficam contornados e destacados no relatório.Clique com o direito em um espaço em branco no relatório e selecione “Insert Box”.Arraste a caixa em volta dos Column Headers e abaixo da seção “Group Footer”

  1. De um preview no relatório.

O último passo é criar os totais na seçãoo “Group Footer”.A soma dos campos “LineTotal”  (Total de cada item) corresponde ao subTotal da fatura.Tem um campo na tabela SalesOrderHeader chamado “Subtotal”,mas por algum motivo ele não corresponde a soma dos detalhes.Para contornar isso nós iremos criar nosso próprio Subtotal no relatório.Nós iremos depois adicionar o Freight(Frete) e Tax(taxa) para calcular a fatura total.

  1. Clique com o direiro no campo Line Total na seção “Details”.Selecione “Insert Summary”.
  2. O dropdown “Field to Summarize” deve estar por padrão setado para SalesOrderDetail.LineTotal e o “Calculate this summary” deve estar em Sum.Mude o dropdown  “Summary Location” para “Group #1:SalesOrderHeader.SalesOrderNumber – A.Clique em OK.

  1. Isso irá automaticamente criar o “Summary field” na seção “Group Footer” abaixo do campo  “LineTotal”.Você pode precisar aumentar a altura da seção “Group Footer” pra que os dados apareçam corretamente.
  2. Clique com o direito no campo e selecione “Formar Object”.Clique na aba “Font” e mude o “Style” para regular.Clique na aba “Number” e marque o checkbox “Display Currency Symbol”.Clique em Ok.’
  3. Clique nos campos  “Summary Field”  e “Line Total” enquanto pressiona a tecla CTRL.Deixe-os do mesmo tamanho e os alinhe a direita.
  4. Clique em um espaço em branco no “Summary Field” e selecione “Insert Text Object”.Mude o texto para “SubTotal:”.Essa é a label para o “SummaryField”.
  5. Agora adicione o campo “Tax”.Expanda o “DataBase Fields” no Field Explorer.Expanda a tabela SalesOrderHeader.Arraste o campo Tax para a seção “Group Footer” logo abaixo do Summary Field “Line Total”.
  6. Clique em um espaço e em branco e selecione “Insert Text object”.Mude o texto para “Taxa:”.E coloque como label do campo “Tax”.
  1. Agora arraste o campo “Freight” abaixo do campo “Tax”.
  2. Clique em um espaço e em branco e selecione “Insert Text object”.Mude o texto para “Frete:”.E coloque como label do campo “Freight”.
  3. Clique nos campos  “Tax”  e “Freight” enquanto pressiona a tecla CTRL.Deixe-os do mesmo tamanho e os alinhe a direita.
  4. Agora você tem que criar uma formula para o total da fatura.Clique no Formula Fields no Field Explorer e selecione “New…”.De o nome de “InvoiceTotal” e clique em Use Editor.
  5. Entre com o seguinte código.
Sum ({SalesOrderDetail.LineTotal}, {SalesOrderHeader.SalesOrderNumber}) +
{SalesOrderHeader.TaxAmt} + {SalesOrderHeader.Freight}
  1. Clique no botão Save and Close.
  2. Arraste o Formula Field “InvoiceTotal” para a seção “Group Footer” logo abaixo do campo freight.Deixe esses campos do mesmo tamanho e alinhe-os a direita.
  3. Como esse é um campo de Total nós iremos adicionar uma linha acima do campo e duas abaixo.Pra fazer isso clique com o direito no campo “InvoiceTotal” e selecione “Formar Object”.
  4. Clique na aba “Border”,e selecione a linha superior (top) como Single,e a inferior (Bottom) como double.
  5. Agora insira um label a esquerda do campo “InvoiceTotal”.Clique com o direito em um espaço em branco campo e selecione “Insert text object”.Mude o texto para “Fatura Total:”.

O relatório deve estar parecido com a figura abaixo:

As Seções “Report Header” e Report Footer” não são usadas nesse relatório e podem ser escondidas.Clique no titulo delas e selecione “Supress(No-Drill-Down)”.

Nosso relatório está praticamente pronto,agora precisamos criar o rodapé,e depois mostra-lo na página ASP.NET,coisas que estarei mostrando nos próximos posts desta série.

Até lá!

Criando relatórios com Crystal Reports e ASP.NET – Parte 2

Nesse post vou continuar com a criação do relatório que comecei em Criando relatórios com Crystal Reports e ASP.NET – Parte 1,se você ainda não viu,de uma olhada.

O próximo passo é adicionar o nome do cliente (CustomerName),e os campos de endereço,”bill to” (Cobrança para) e “ship to” (Entrega para).Nós iremos usar os “Formula Fields” do Crystal Reports para fazer isso.Formula Fields são poderosos,eles permitem você usar lógica de programação para criar campos.Você pode usar If/Then,loops,do loops,while loops,criar variaveis locais e globais,manipular arrays e muitas outras coisas.Os Formula Fields permitem você fazer quase tudo num relatório.Vamos começar adicionando o “Text Object” ,como label para o Nome do cliente,e o formula field para mostrar o campo “Customer Name”:

1. Insira um “Text Object” abaixo do logo e mude o texto para:”Nome do cliente:”.Redimensione o obejto de texto para ficar somente do tamanho do texto.
2. Clique com o direito no “Formula Fields” no field explorer e selecione “New…”,no pop-up.
3. Sete “CustomerFullName” para o nome da formula e clique em “Use editor”.
4. Nem todos os “Customers” (Clientes) tem um Title,middle name e suffix.Nós iremos criar uma variavel local na formula e uma lógica pra concatenar os campos de nome se eles existirem.Coloque o seguinte código na fórmula:

local stringVar customerName := “”;

if isnull({Contact.Title}) = false then
customerName := customerName + {Contact.Title} + ” “;
customerName := customerName + {Contact.FirstName} + ” ” + {Contact.LastName};

if isnull({Contact.Suffix}) = false then
customerName := customerName + ” ” + {Contact.Suffix};

customerName;

  1. Clique no botão Save and Close no canto superior esquerdo do editor.
  2. Expanda o “Formula Field” no field explorer,e arraste o campo “CustomerFullName”,próximo ao label do nome do cliente.Você pode deixar o campo maior clicando no campo e arrastando suas extremidades.
  3. Clique no botão “Main Report Preview” e você deve ver o nome do cliente aparecer.Use os botões de rolagem de páginas pra ver que alguns nomes tem “Title” e “middle name”.

O próximo passo é criar o formula field “bill to address”.Ele tem um problema parecido com o do nome,porque nem todos os clientes tem  o campo AddressLine 2 preenchido.Nós só podemos incluir esse campo se ele não for nulo.Nós poderiamos somente arrastar todos os campos para o relatorio em linhas separadas,mas se algum registro no campo AddressLine 2 estivesse nulo nós teríamos um “buraco” no relatório.O Formula Field,nos ajuda a resolver este problema:

  1. Insira um “Text Object” embaixo do Formula Field “CustomerFullName”,e coloque “Cobrança para:”.Formate o “Text object” deixando seu texto em negrito.
  2. Clique com o direito no “Formula Fields” no field explorer e selecione “New…”,no pop-up.
  3. Sete “BillToAddress” para o nome da formula e clique em “Use editor”.
  4. Insira o seguinte código:

local StringVar billTo := {addressbillto.AddressLine1} + chr(13);

if isnull({addressbillto.AddressLine2}) = false then
billTo := billTo + {addressbillto.AddressLine2} + chr(13);

billTo := billTo + {addressbillto.City} + “, ” +
{stateprovincebillto.StateProvinceCode} + ” ” + {addressbillto.PostalCode}

Esse código cria uma variavel local e a inicializa com o campo AddressLine1 e adiciona uma quebra de linha.O chr(13) cria uma quebra de linha na formula.Depois checamos se o AddressLine2 é nulo e concatenamos na variavel se este tiver valor.Depois concatenamos os campos,City,State/Province, e PostalCode.

  1. Clique no botão Save and close.
  2. Arraste o “Formula Field” “BillToAddress” abaixo do “Text object” “Cobrança para:”.Aumente a largura do campo.
  3. Como você não sabe qual a altura necessária porque vai depender se o cliente tem endereço no campo AddressLine2,você pode deixar a altura do campo como está.Porém,você poder fazer com que o campo ajuste sua altura automaticamente clicando com o botão direito no campo e selecionando “Format Object”.
  4. Marque a checkbox “Can grow”.Isso permite que o campo cresça verticalmente.
  5. Nós também queremos contornar o campo com uma borda.Clique na aba border,na caixa de diálogo “Format Editor”.
  6. Selecione “Single” para os combos “left”,”Right” e “Top” e “Bottom”.Clique em OK.
  7. Clique em Main Report Preview.

  1. Agora você pode criar o campo “Ship to” da mesma maneira.Primeiro insira um “Text Object” e digite “Entrega para:”.Deixe o texto em negrito.Coloque-o no meio do relatório.
  2. Clique com o botão direito em “Formula Field” no field explorer e selecione “New…”
  3. Coloque o nome “ShipToAddress” e clique em Use editor.
  4. Coloque o seguinte código:

local StringVar shipTo := {addressshipto.AddressLine1} + chr(13);

if isnull({addressshipto.AddressLine2}) = false then
shipTo := shipTo + {addressshipto.AddressLine2} + chr(13);

shipTo := shipTo + {addressshipto.City} + “, ” +
{stateprovinceshipto.StateProvinceCode} + ” ” + {addressshipto.PostalCode}

  1. Clique no botão Save and close.
  2. Arraste o “Formula Field” “ShipToAddress” abaixo do “Text object” “Entrega para:”.Aumente a largura do campo.
  3. Clique com o botão direito no “Formula Field” e selecione “Format Object”.
  4. Marque a checkbox “Can grow”.Isso permite que o campo cresça verticalmente.Coloque as bordas da mesma forma que fez anteriormente.

Aqui terminamos o cabeçalho de nosso relatório.Em breve publicarei a Parte 3,com a continuação da criação deste relatório.

Até la!

Criando relatórios com Crystal Reports e ASP.NET – Parte 1

Na primeira parte desta série,vamos  criar uma fatura (invoice) com ajuda do Crystal Reports e ASP.NET,usando o banco de dados de demonstração AdventureWorks .A versão que iremos usar  do Crystal Reports ,é a versão gratuita que vem com o Visual Studio,o banco AdventureWorks pode ser baixado aqui

O objetivo deste artigo é criar uma fatura  semelhante a da figura seguinte:

Passo 1:Criando a nova solução

  1. Abra o Visual Studio
  2. Selecet New WebSite no menu File
  3. Escolha ASP.NET na lista dos templates.
  4. Escolha o nome do projeto.
  5. Escolha a linguagem C#

Agora vamos adicionar o arquivo do Crystal Reports para o projeto:

  1. Clique com direito no Solution Explorer
  2. Escolha “Add new item…”
  3. Clique no template do Crystal Reports
  4. Mude o nome do arquivo para Invoice.rpt

Irá aparecer a caixa de diálogo,do Crystal Reports.Selecione “As a blank report…” e clique em OK:

Seu relatório será salvo no VS e estamos prontos pra começar.

Passo 2:Conectando ao banco

Vamos conectar ao banco AdventureWorks e trazer todas as tabelas e Views que precisamos:

  1. Cique com o botão direito no  “Database Fields” no Field Explorer.Selecione “DataBase Experts” no pop-up.
  2. Esse relatório vai se conectar diretamente com o banco usando OLE DB.Para conectar clique no sinal de expansão próximo ao nó “Create new Connection”.
  3. Clique no sinal de expansão próximo a OLE DB (ADO).Isso vai abrir a caixa de dialogo que lhe permite selecionar o AdventureWorks.
  4. Selecione “SQL Native Client” na lista de providers e clique “next”
  5. Coloque o nome do servidor onde o banco está instalado.
  6. Você pode usar tanto Integrated Security ou Login para se conectar ao banco.
  7. Agora clique no combo database.E selecione o banco AdventureWorks.Clique Ok e Finish.

Seu Sql server deve aparecer abaixo do nó OLE DB (ADO) e o banco AdventureWorks,deve ser listado abaixo do nome do servidor.

  1. Clique no sinal de expansão do banco AdventureWorks e você verá a lista de schemas do banco.Se você clicar no nó de um esquema você verá  mais dois nós,um para tabelas e outro para as views.
  2. Vamos selecionar as tabelas e views apropriadas para o relatório e manda-las para a lista de Tabelas selecionadas na caixa de diálogo.Expanda o schema Person e expanda Tables.Clique na tabela Contacts e depois clique no botão >pra move-la pra lista de tabelas selecionadas.Faça o mesmo para as tabelas:Production.Product,Sales.SalesOrderDetail e Sales.SalesOrderHeader.
  3. A tabela Sales.SalesOrderHeader tem dois campos de endereço (Address),uma para o endereço de cobrança (BillAddress) e outro para o endereço de entrega (ShipAddress).Cada um desses campos tem uma chave estrangeira com a tabela Person.Address.Nós teremos que adicionar duas cópias da tabela Address,para cada chave estrangeira.Mas nós podemos “apelidar” (alias) a tabela pra depois sabermos qual é qual.Adicione a tabela Person.Address  para a lista de tabelas selecionadas usando o botão >.
  4. Clique com o direito na tabela Address na lista de tabelas selecionadas e renomei –a através do menu pop-up.Mude o nome para “AddressBillTo” e pressione enter.O Crystal vai dar um lowerCase no nome automaticamente.
  5. Agora a adicione a tabela Person.Address para a lista de tabelas selecionadas novamente.Dessa vez renomeie-a para AddressShipTo.

  1. A tabela Person.Address tem uma chave estrangeira com a tabela Person.StateProvince então você também vai precisar adicionar a tabela Person.StateProvince duas vezes para a lista de tabelas selecionadas.Renomeie a tabela para “StateProvinceBillTo” e “StateProvinceShipTo”.

  1. Agora que você selecionou as tabelas,você precisa definir as relações entre essas tabelas.O Crystal faz um bom trabalho descobrindo essas relações,mas ele não pode descobrir tudo automaticamente.Para configurar manualmente as relações clique na aba “Links” na caixa de diálogo do “Database experts…”
  2. Aparecerá uma representação gráfica das tabelas.Você pode tornar a caixa de diálogo maior,arrastando o canto inferior direito .Eu gosto de fazer isso pra poder ver o máximo de tabelas possiveis.
  3. A tabela SalesOrderHeader é a tabela principal que tem os dados que nós estamos procurando.Crystal deve ter encontrado as relações entre as tabelas SalesOrderHeader.SalesOrderId e SalesOrderDetail.SalesOrderId, e SalesOrderHeader.ContactId e Contact.Contact.Id,e SalesOrderHeader.BillToAddressId e AddressBillTo.AddressId,e AddressBillTo.StateProvinceId e StateProvinceBillTo.StateProvinceId.Você deve ver uma linha entre as chaves primárias e as chaves estrangeiras destas tabelas.Senão,você pode cria essas relações facilmente clicando na chave estrangeira e arrastando para a primary key desejavel.
  4. Você precisa adicionar as relações entre,SalesOrderDetail.ProductId e Product.ProductId.Clique no campo SalesOrderDetail.ProductId e arraste-o para o campo Product.ProductId.Você deve ver uma linha azul aparecer entre estas duas tabelas representando a relação.Na verdade o que isso está fazendo é criando joins pra você, na query que seleciona os dados.É parecido com Access Query Designer.Se você precisar fazer um outer join é só dar um clique-duplo,na linha entre as tabelas e selecionar entre  Left,Right ou Full join.
  5. Crie o resto das relações da mesma maneira,arrastando a chave estrangeira sobre a chave primária.O restante das relações são:SalesOrderHeader.ShipToAddressId = AddressShipTo.AddressID, e AddressShipTo.StateProvinceId = StateProvinceShipTo.StateProvinceId.Clique no botão OK.

  1. Você agora pode ver o relatório no VS 2008 de novo.Cique no sinal de expansão próximo a “Database Fields” no Field Explorer.Você verá todas as suas tabelas listadas.Clique no sinal de expansão de uma tabela e você verá os campos daquela tabela.Essas são as tabelas disponiveis para serem usadas no relatório agora.

Passo 3:Criando o cabeçalho

A  “Page Header Section” (Cabeçalho),se repete em todas as páginas.Para essa demonstração,nós queremos repetir o Logo da empresa,o nome da empresa,o número da fatura,o número da compra,a data da compra,a data de entrega,o nome do cliente o endereço de cobrança e o endereço de entrega.

Siga estes passos para o cabeçalho:

  1. Altere a altura do cabeçalho,colocando o mouse na borda da “Details Section”.O mouse deve mudar para uma barra horizontal.Clique e arraste.Isso vai deixar o cabeçalho maior.
  2. Clique com o botão direito em um espaço em branco na “Page Header Section” e selecione “Insert Picture…”,no pop-up.Escolha a imagem e clique em Abrir.Arraste a figura para o topo à esquerda,na Page Header Section.
  3. Use a janela de propriedades para mudar a altura e largura da imagem.

  1. Agora você precisa adicionar o Nome da empresa.Clique com o botão direito  em um espaço em branco e selecione “Insert Text Object…” no menu Pop-Up.Deixe o objeto de texto ao lado do logo.
  2. Insira o texto.Para parar de editar clique em algum outro lugar do relatório.
  3. Clique com o botão direito no objeto de texto,e selecione “Format Object” no pop-up.Esse menu lhe dá mais opções do que a janela de propriedades.
  4. Clique na aba Font.Altere a fonte como desejar.
  5. Clique na aba Paragraph.Altere o alinhamento para horizontal.

  1. O próximo passo é arrastar os campos do banco para o relatório.Comece com o campo SalesOrderHeader.SalesOrderNumber.Mesmo que esse não seja o número da fatura,iremos trata-lo como se fosse.Expanda o nó de “DataBase fields” no field explorer.Expanda a tabela SalesOrderHeader.Arraste o campo SalesOrderNumber,para a direita no cabeçalho.
  2. Diminua a largura do campo.
  3. Insira um “Text Object” a esquerda do campo SalesOrderNumber,clicando com o botão direito em um espaço vazio e escolhendo “Insert text object”.Mude o texto para “Fatura#:”.Alinhe o texto para a direita.
  4. Ajuste o objeto de texto para não cobrir o campo SalesOrderNumber.

  1. Adicione  os campos PurchaseOrderNumber,Orderdate,ShipDate,e Due Date da mesma maneira.Adicione um “Text Object” para cada um desses campos,para que sirva como label.
  2. De uma olhada no seu relatório  clicando no botão “Main Report Preview”,no rodapé do relatório.

  1. Note que os três campos de data tem hora,incluída neles.Para remove-las clique de volta no Main Report View.Segure a tecla CTRL,e clique em cada campo de data.Clique com o direito e selecione “Format Multiple Objects” no pop-up.
  2. Clique na aba Date And time e escolha “03/01/1999” na lista de estilos.Clique ok.
  3. Clique em preview de novo,e desta vez a hora deve ter sumido.

Por enquanto  é isso,em breve publicarei a parte 2,continuando com a criação deste relatório.

Até lá!

SEO para ASP.NET – Parte 2

Continuando o artigo sobre SEO para programadores ASP.NET.Veja a parte 1

SEO Urls amigáveis:Reescrita de URL

“Spiders”(motores de busca) web não gostam de querystrings nas URLs.Se você está trazendo dados de banco é muito comum usar querystrings como ShowProduct.aspx?id=2445.Apesar dessa URL parecer muito lógica para programadores,ela não é amigavel para usuarios e geralmente não é bem rankeada nos sites de busca.Você precisa usar URLs separadas por hifens.Então ao invés de ShowProduct.aspx?id=2445 deveria ser algo como:,em>My-ProductName.aspx.Urls que contenham palavras-chave,são faceis de ser lidas por humanos e são melhores rankeadas nos mecanismos de busca.Site com URLs SEO amigaveis,são mais seguros porque você pode esconder os IDs ou mesmo as extensões do arquivo.
Reescrita de URL em ASP.NET,pode ser implementada de várias maneiras,diretamente na página,no arquivo Global.asax,usando Custom HTTP Handlers ou HTTP Modules,diretamente no servidor etc
Reescrita de URL no código da página é uma maneira dificil,mas pode ser util em alguns cenários.Para página com URL amigável,use o método Server.Transfer, para chamar a página real.Então nesse caso,você deve na verdade ter uma página com URL amigável como um arquivo e colocar somente uma linha de código para a execução da transferência:
Reescrita de URL no Global.asax usa o método RewritePath no evento Application_BeginRequest.A implementação pode ser assim:

void Application_BeginRequest(object sender, EventArgs e)
{
HttpApplication app = (HttpApplication)sender;
if (app.Request.Url.AbsolutePath.StartsWith(“http://www.example.com/Friendly-Page/&#8221;))
{
app.Context.RewritePath(“/UnfriendlyPage.aspx?id=423874”);
}
}

Se você estiver interessado em reescrita de URL com HTTP Modules ou HTTP Handlers,de uma olhada no tutorial URL Rewriting in ASP.NET, onde ambos os métodos são explanados.
Para atingir resultados rapidamente você pode tentar http://urlrewriter.net .É um Rewriter URL open source para ASP.NET escrito em C#,fácil de usar e usado em sites grandes e pequenos.

ViewState e SEO no ASP.NET

Existe uma especulação de que motores de busca lêem somente um número limitado de bytes para cada página (os primeiros 100k da página).O valor do ViewState é uma string apresentada como HiddenField no lado cliente.Se você tiver um ViewState grande no inicio da página,então é possível que os spiders evitem o conteúdo real da sua página.Isso pode prejudicar sua posição nos rankings de busca.Uma solução simples é desativar o ViewState se você não precisar dele,ou pelo menos não usa-lo para cada controle da página.Se você realmente precisa do ViewState há uma nova opção no web.config para colocar na página:

Seguindo a mesma idéia,você deve remover qualque HTML,JavaScript,CSS desnecessário para fazer com que a página fique menor.Você deve e pode usar o Javascript e o CSS quando necessário,mas chame-os de um arquivo externo.Isso também reduz trabalho repetitivo.
Entretanto,essa conversa sobre limitação de leitura das páginas,é somente especulação,pessoalmente eu não acredito que isso seja inteiramente verdade.Mas os motores de busca,com certeza tentam agradar seus usuários e usuários gostam de páginas rápidas.Páginas que carregam rapidamente serão melhores rankeadas.Tempo de carregamento é um dos fatores de ranking.Removendo ou reduzindo ViewStates,deletanto HTML sem uso,e comentários HTML,movendo javascripts e CSS para arquivos externos e deixando na sua página somente conteúdo útil,irá aprimorar seu ranking direta e indiretamente.O último passo seria validar se HTML em http://validator.w3.org.

SEO Paging Amigável com GridView,Repeater e outros controles de dados

Paging padrões do ASP.NET usam postback e javascript.Spiders checam os links e geralmente evitam JavaScript,então usar os Pagings padrões não é uma opção de SEO amigável.A solução poderia ser usar custom paging para o gridView,repeater e outros controles.

Novas caracterisitcas SEO no ASP.NET 4.0

Manipulação direta das tags Description e Keyword
ASP.NET 4.0 tem novas opções para mudar as tags meta Keywords e description.Claro,que você já pode fazer isso em qualquer versão mais antiga do ASP.NET adicionando a tag “runat=server” para a tag meta description ou meta keyword e depois acessando-as no código do servidor,a maneira do ASP.NET 4.0 é mais simples e rápida,foram introduzidas as novas propriedades MetaDescription e MetaKeyWords no objeto Page,usadas como no código abaixo:

Page.MetaDescription = “This is my great page”;
Page.MetaKeywords = “great,page”;

Response.Redirect Permanent para redirecionamento permanente 301
ASP.NET 4.0 inclue outra interessante caracteristica SEO.O método Response.Redirect retorna “302 Temporay Redirection”.Para usar redirecionamento 301 com antigas versões do ASP.NET eram mais complicado,com o ASP.NET 4.0 ficou bem mais simples:

Response.RedirectPermanent(“New-Page.aspx”, true);

Lidando com http://www.subdominio

Esse é um problema comum.Como www é apenas um subdominio,motores de busca podem enxergar conteúdo duplicado e dividir a reputação entre http://www.exemplo.com/Sua-Pagina.aspx e exemplo.com/Sua_Pagina.aspx. É muito melhor ter um único link na primeira página,do que dois na trigésima.Permita somente um link para cada conteúdo.Se você descobrir que visitantes podem navegar para a mesma página por diferentes URLs,use o redirecionamento 301 para focar todo o ranking para somente uma URL.

AJAX e SEO

Ajax usa JavaScript e motores de busca não gosta de JavaScript.Então,seu site em AJAX tem um grande potencial para problemas.Possivelmente seu conteúdo não será indexado.Você pode desativar Javascript no seu browser e tentar acessar todo o conteúdo do site.Se você não puder visualiza-lo sem Javascript,os spiders também não poderão.
Possiveis soluções são SiteMap com links para todo o conteúdo,ou caminhos adicionais de navegação que usem links estáticos,ou fazer seu conteúdo inicialmente ser carregado sem JavaScript.

SEO Problemas de sessão

Por padrão,ASP.NET usa cookies para armazenar sessões.Como spiders web geralmente não aceitam cookies é possível que algo de seu conteúdo seja invisivel se variaveis de sessões forem requiridas para mostra-lo.Você pode mudar as configurações para armazenar sessões na URL(você pode fazer isso no web.config setando o parâmetro cookieless de sessionState para true)mas é ainda pior porque a popularidade do link será dividida em muitas URL diferentes com conteúdo duplicado.Tem uma opção pra setar o parâmetro cookieless para “AutoDetect”.Isso significa que o ASP.NET irá usar cookies se o browser suportar,então isso também não resolve o problema do SEO.
A solução poderia ser,setar o parâmetro cookieless para false,e disponilizar uma maneira de os spiders encontrarem todo o conteúdo através de simples links.

Conclusão

Como você viu,é muito fácil fazer um site em ASP.NET invisivel para os motores de busca .Só use buttons ou linkbuttons para navegação e ninguém irá encontrar seu site pelo google .Por outro lado,para receber o máximo de tráfego dos motores de busca,você precisa seguir sua regras e ser mais amigavel para os motores de busca.Eu espero ter explicado bem alguns conceitos básicos de SEO.

Finalmente,todas essas técnicas e truques são irrelevantes se você não tiver conteúdo de qualidade dentro de sua tag .Se o seu conteúdo for bom,pessoas irão linkar para sua página naturalmente.Links de outros sites para sua página são o fator mais importante para o ranking.Até a próxima!

SEO para ASP.NET – Parte 1

Todo desenvolvedor ASP.NET (ou pelo menos a maioria deles) deseja ter muitos visitantes em seu site.Google,Yahoo e outros mecanismos de busca podem lhe conseguir muitos visitantes especialmente se seu site for mostrado nas primeiras páginas.E vice-versa,se o seu site é mostrado na trigésima página ou nem for indexado você não vai ter nenhum resultado dos motores de busca.Como todo mundo quer ganhar  a primeira página há uma concorrência forte e você tem que se preocupar com cada fator que afeta o quanto sua página será amigável para os mecanismos de busca.

Existem mais de 100 importantes fatores usados pelos mecanismos de buscas para rankear as páginas.A maioria deles são somente especulações,uma vez que o Google,Yahoo e outros não querem revelar seus algoritmos de busca.Além,disso seus algoritmos são mudados frequentemente,(centenas de vezes anualmente),para aprimorar  a experiência do usário e melhorar os resultados das buscas.Nem mesmo o Google tem capacidade de manualmente mudar o ranking de uma página se ela achar que alguma deveria ser melhor ou pior rankeada.Por isto,SEO(Search Engine Optimization) é uma área muito dinâmica,mas basicamente as coisas mais importantes são sempre as mesmas.

Crie títulos únicos para as páginas

Toda página de seu site,deve ter um título único.O título deve ser pequeno,descritivo,significativo,conter palavras-chave e relevantes ao conteúdo da página.Não coloque frases repetidas,como o nome da empresa no inicio de cada título.Deixe suas informações mais relevantes aparecerem primeiro.A tag title,pode ser editada em tempo de design,mas você pode edita-lo usando a propriedade Page.Title com um código como este:

MyPageHeader.InnerText = “This Is My Catchy Header”;

Quando alguém usa a busca do Google,os termos da pesquisa são mostrados em negrito nos resultados da busca.Por isto,você precisa colocar palavras-chave no título para ter notoriedade e assim receber mais cliques.Claro,para atrair visitantes humanos seu título deve agrada-los também,não somente aos motores de busca.Você não deve somente listar palavras-chave sem sentido no título.Ao invés disso,deixe seus títulos com descrição precisa de cada página e você estará bem tanto com motores de buscas quanto com internautas.Não use títulos longos porque os motores de busca irão corta-los de qualquer maneira.Mantenha o título com menos de 65 caracteres.

Use as meta tags description e keyword

As tags description e keyword foram muito importantes para o SEO no passado,mas elas foram amplamente abusadas.Hoje em dia a meta tag keyword está praticamente em desuso,mas a meta tag description ainda é importante.Apesar de esta tag não melhorar suas perfomance no ranking de busca diretamente,indiretamente ela traz beneficios.Google geralmente usa a tag meta description quando mostra as curtas descrições do site nos resultados da busca.Então,se você criou alguma tag description,você pode atrair mais visitantes mesmo se você não estiver nos primeiros resultados da busca.Coloque descrições únicas para cada página.Assim como o título,você pode mudar a tag description em tempo de design ou via código do servidor:

protected void Page_Init(object sender, EventArgs e)
{HtmlMeta metaDescription = new HtmlMeta();
metaDescription.Name = “Description”;
metaDescription.Content = “Short, unique and keywords rich page description.”;
Page.Header.Controls.Add(metaDescription);

HtmlMeta metaKeywords = new HtmlMeta();
metaKeywords.Name = “Keywords”;
metaKeywords.Content = “selected,page,keywords”;
Page.Header.Controls.Add(metaKeywords);
}

Também funcionará se você usar master pages.

Uso da tag H1,

A tag H1 é muito importante, e ao mesmo tempo muito útil para melhorar seus resultados nas buscas.É melhor ainda se esta tag tiver o mesmo conteúdo da tag title.Apenas coloque o mesma palavra-chave,curta e relevante tanto na tag title quanto na H1 e este simples esforço vai aumentar significativamente seu ranking nas buscas.Como qualquer outra tag HTML,você pode pode mudar a tag H1 em tempo de design ou via código do servidor:

<h1 runat=”server” id=”MyPageHeader” ></h1>

Agora você pode manipular a tag H1 com código ASP.NET

MyPageHeader.InnerText = “This Is My Catchy Header”;

É importante lembrar,que as tags <h2> e <h3>
podem sem usadas para sub-cabeçalhos,e a tag <strong> pode ser usada para tornar algumas palavras-chave mais signficantes nos textos.

ASP.NET SEO Redirecionamento de URL

As vezes você precisa mover uma página para outra URL, ou mover o site inteiro para outro dominio.Um exemplo comum,se você atualizar seu site criado em ASP antigo para ASP.NET você precisará mudar as extensões dos arquivos de .asp para .aspx.Se algum visitante vier para o seu link antigo através de mecanismos de busca ou diretamente,ele deve ser direcionado para a nova URL.Há dois possíveis redirecionamentos:

  1. Redirecionamento temporário,retorna a mensagem “302  Found” .Esse redirecionamento deve ser usado somente quando necessário.
  2. Redirecionamento permanente,retorna a mensagem “301 Moved Permanently”,.Esse redirecionamento é usado pelo SEO para tranferir links para novos endereços.

Response.Redirect irá retornar o redirecionamento 302 ,então este não pode ser usado pelo SEO no ASP.NET.Para redirecionar permanentemente use o seguinte código:

Response.Status = “301 Moved Permanently”;
Response.AddHeader(“Location”, “/your-new-url/”);
Response.End();

Esse código é suficiente se você precisar mover uma única página.Mas se você precisa mover o site inteiro é melhor fazer isso no IIS.Vá até as propriedades do antigo site e selecione Home Directory Tab.Escolha,”A redirection to a URL”, e escreva a nova URL no textbox abaixo,como mostra a imagem:

Não esqueça de checar o checkbox, “A permanent redirection for this resource”,para receber o redirecionamento “301”.

Evite usar PostBacks

Alguns programadores,colocam Botões ou LinkButtons no webform e usam Response.Redirect,para navegar para outras páginas no evento de clique.Isto é um problema,porque os controles ASP.NET usam JavaScript para fazer PostBacks.Como “spiders”(motores de busca) web não trabalham com JavaScript muitas páginas não podem ser indexadas,e não irão aparecer nos resultados de busca.Para tornar um página visivel para mecanismos de buscas,tente evitar o uso de PostBacks.Ao invés de Buttons ou Linkbuttons ,coloque uma simples tag <a>.Textos nos links devem ser descritivos,evite links sem sentido como “Leia mais”,”Clique aqui” etc.

Se você precisar usar PostBack,então disponibilize alternativas de navegação,com simples Hyperlinks.Isso pode ser implementado no formulário do SiteMap.Sitemap pode ser uma página que contenha links para todas as páginas do seu site.Quando “spiders” visitarem seu sitemap,eles irão encontrar todas as outras facilmente.

Em breve continuarei com a Parte 2,aguarde.

Agrupando dados no controle ListView

No ASP.NET 1x e ASP.NET 2.o  datalist era o controle primário para exibir dados em grupo.No ASP.NET 3.5 nós temos um novo controle que toma conta dos dados agrupados.Neste artigo vou mostrar como agrupar dados usando o controle ListView.

O banco

Nosos banco consiste em duas tabelas,Customers e Orders .O diagrama do banco é mostrado abaixo:

A tabela Customers tem uma relação de um para muitos com a tabela Orders.Isso significa que um único comprador pode ter muitos pedidos.

Bind dos dados no ListView

Existem muitas maneiras de trazer os dados do banco,vou usar Linq to Sql como a camada de Acesso aos dados (DAL),mas sinta-se a vontade para mudar esse método.O código a seguir busca os dados no banco da tabela Customers e atribui estes para o ListView:

private void BindData()
{
using(var db = new NorthwindDataContext())
{
lvCustomerProducts.DataSource = from c in db.Customers
select c;
vlvCustomerProducts.DataBind();
}

}

Criando o controle ListView

Agora é hora e criar o controle ListView.Como nós precisamos agrupar os itens vamos usar o GroupTemplate quando formos especificar a estrutura dos itens.O ListView também tem a propriedade GroupItemCount que representa o número de itens agrupados.Primeiramente de uma olhada na implementação do ItemTemplate:

<asp:ListView ID=”lvCustomerProducts” ItemPlaceholderID=”itemPlaceHolder” GroupPlaceholderID=”groupPlaceHolder” runat=”server” GroupItemCount=”3″>

<LayoutTemplate>

<table>
<tr>
<td>
<table cellpadding=”15″>
<asp:PlaceHolder ID=”groupPlaceHolder” runat=”server”></asp:PlaceHolder>
</table>
</td>
</tr>
</table>

</LayoutTemplate>

</ListView>

O LayoutTemplate representa a estrutura geral do ListView.Este consiste no controle PlaceHolder que pode ser substituído pelo HTML contido no GroupTemplate.O GroupPlaceHolderID é também especificado no ListView.

O GroupTemplate usa um controle PlaceHolder que é mais tarde substituído pelo ItemTemplate.Você pode considerar o GroupTemplate como uma seção que mostra os dados na verdade utilizando o ItemTemplate.Entretanto você pode também editar o GroupTemplate.Aqui segue a implementação do GroupTemplate:

<GroupTemplate>

<tr>

<asp:PlaceHolder ID=”itemPlaceHolder” runat=”server”>
</asp:PlaceHolder>

</tr>

</GroupTemplate>

O itemPlaceHolder será substituído pelo conteúdo do ItemTemplate.A implementação do ItemTemplate segue abaixo:

<ItemTemplate>
<td>
<h3><%# Eval(“FirstName”) %> <%# Eval(“LastName”) %> </h3>

<asp:GridView BorderStyle=”None” ID=”gvProducts” AutoGenerateColumns=”false” runat=”server” DataSource = ‘<%# Eval(“Orders”) %>’>

<Columns>

<asp:BoundField DataField = “OrderName” HeaderText=”Order Name” />
<asp:BoundField DataField = “Quantity” HeaderText = “Quantity” />

</Columns>

<EmptyDataTemplate>
<div style=”background-color:lightgray”>No orders exists!</div>
</EmptyDataTemplate>

</asp:GridView>

</td>

</ItemTemplate>

Eu usei um controle GridView em separado pra mostrar os produtos do comprador.O comprador que não tiver produtos associados,com ele terá o EmptyDataTemplate mostrado em seu lugar.

O efeito obtido é mostrado abaixo:

Conclusão

Neste artigo nós aprendemos a usar o GroupItemTemplate uma caracteristica do controle ListView.O GroupTemplate permite mostrar os dados em pequenas seções especificadas pela propriedade GroupItemCount do controle ListView.

Valeu até a próxima!

Links:
Mais sobre o controle ListView